You are currently viewing A importância de Brinquedos Sensoriais para Bebês [Guia com exemplos]

A importância de Brinquedos Sensoriais para Bebês [Guia com exemplos]

Os brinquedos sensoriais para bebês tem a missão de transmitir sensações para os pequenos, levando a diversos benefícios para o seu desenvolvimento cognitivo e motor.

Isso porque por meio desses brinquedos os bebês começam a ser estimulados e passam a conhecer sentimentos, cores e a função de alguns objetos.

E nós já destacamos que os brinquedos sensoriais para bebês são completamente diferentes daqueles cheios de luzes e botões que estamos cada vez mais acostumados.

Afinal de contas, raramente esses brinquedos mais modernos estimulam os sentidos, os toques e cheiros para as crianças, como se propõe os brinquedos sensoriais.

E para te deixar por dentro de tudo sobre esses brinquedos e de estímulos sensoriais em bebês, preparamos esse artigo completo.

Vem com a gente!

O que são brinquedos sensoriais para bebês?

Os brinquedos sensoriais para bebês são objetos que estimulam os sentidos dos pequenos, com a finalidade de desenvolver a sua coordenação motora fina, curiosidade e criatividade.

Uma característica principal desses brinquedos é que eles não precisam ser comprados, pois são fáceis de fazer em casa usando materiais que você provavelmente já tem em seu lar e alguns elementos da natureza, como por exemplo:

  • galhos
  • folhas;
  • flores;
  • panelas;
  • colheres de pau;
  • conchas;
  • esponja de louça;
  • tecidos, como lã.

Quais são os estímulos sensoriais?

Os estímulos sensoriais são ações que envolvem o equilíbrio, a visão, o olfato, o paladar e a audição.

Nesse sentido, alguns exemplos de estímulos sensoriais são:

  • canções de ninar;
  • sabor dos alimentos;
  • textura de tecidos;
  • textura da pele;
  • balanço no colo;
  • pés no chão;
  • água tocando o corpo;
  • vento na pele.

Como você notou, os exemplos podem ser inúmeros, justamente por isso é importante conhecer os estímulos sensoriais e como fazê-los corretamente, para que seu filho consiga se adequar e lidar com as sensações da melhor forma possível.

Como estimular a parte sensorial do bebê?

Ovelhinha de balanço feita de madeira e tecido fofo como lã demonstra a importância de brinquedos sensoriais para bebês

Para estimular a parte sensorial do bebê, você irá se deparar com diversos brinquedos que exercem essa função, pois esse mercado tem diversas opções focadas em desenvolver os pequenos, principalmente os da faixa de 0 a 3 anos de idade.

Mas além desses brinquedos sensoriais para bebês que são comprados em lojas, você também pode estimular essa parte do seu filho com atividades do dia a dia, como colocando seu filho em contato direto com materiais e texturas variadas, permitindo que ele toque em objetos e consiga senti-los.

Brinquedos sensoriais para bebês

Como falamos acima, o mercado de brinquedos sensoriais para bebê cresce cada vez mais, com produtos focados principalmente para a faixa etária de 0 a 3 anos de idade.

As opções são as mais diversas, indo desde bonecos até livros interativos. Ao escolher um deles, certifique-se de que ele é seguro para seu filho.

Atividades sensoriais para bebês

As atividades sensoriais para bebês devem estimular o tato, a visão e o desenvolvimento cognitivo do seu filho.

Para isso, garanta que essas atividades irão envolver muitas cores e que elas também irão emitir sons para deixar o seu filho ainda mais imerso nelas e prestando bastante atenção em tudo que acontece ao seu redor.

Alguns exemplos que podemos citar são usar fantoches para imitar vozes e fazer gestos, algo que estimulará o seu pequeno a começar a falar.

Outra dica é deixar o seu filho livre no chão para que ele se aventure e descubra quais cantinhos existem dentro de casa para explorar.

Para isso, permita que ele encoste em tudo, toque em todos os objetos da casa, suba e desça dos lugares (sempre com você por perto para protegê-lo), role no tapete e afins.

Como proporcionar estímulos sensoriais para recém-nascidos?

Proporcionar estímulos sensoriais para recém-nascidos é importante porque no começo da vida dos pequenos o sistema sensorial deles é muito imaturo, tanto é que eles parecem até pequenos robôs, por fazerem tudo no automático.

Depois do primeiro mês de vida deles, por mais que eles comecem a tentar se expressar, ainda é difícil entender o que precisam, mas é também nesta fase que eles começam a criar vínculos com pessoas, sons, cheiros e afins.

Tudo isso colabora para que eles criem uma zona de conforto, por isso você precisa proporcionar estímulos sensoriais em seu bebê com afagos, como por exemplo fazer movimentos no corpinho dele enquanto troca a sua roupinha, cantar canções de ninar para estimular sua audição, bater palmas de leve e usar brinquedos que emitam sons diferentes para despertar a curiosidade deles.

Objetivo da atividade sensorial e do brinquedo sensorial

Cavalinho de balanço feito em madeira, que é um dos brinquedos sensoriais para bebês

Ao longo dos primeiros anos de vida dos bebês, os estímulos sensoriais são parte fundamental para eles identificarem e interpretarem as sensações que o novo mundo em que estão inseridos pode proporcionar.

Assim, o objetivo da atividade sensorial e do brinquedo sensorial é ser um “tradutor” do mundo das crianças em relação ao que elas sentem, recebem e como elas reagem a cada experiência nova.

Isso é benéfico porque as conexões entre neurônios acontecem logo após o nascimento dos bebês, transmitindo e absorvendo informações que podem chegar até 3 milhões de conexões por segundo em recém-nascidos.

Lembrando que essas conexões neurais são a ponte entre uma ideia e outra, logo os estímulos sensoriais que a visão, audição, olfato, tato e paladar ocasionam, levam a ativação dos neurônios e criam sinapses.

Então, quanto maior for a rede de conexão entre os neurônios de um bebê, maior será a sua criatividade e chances de relacionar variados temas, analisar situações, se comunicar e solucionar problemas.

Por que trabalhar a percepção sensorial na educação infantil?

Trabalhar a percepção sensorial na educação infantil é importante porque envolve os sentidos dos pequenos, como tato, paladar, olfato, audição e visão, além do sistema vestibular e o proprioceptivo.

Deste modo, elas contribuem para que os bebês interpretem o mundo e aprendam por meio das sensações, colaborando para o desenvolvimento de habilidades cognitivas e afetivas.

Nesse cenário, as crianças que estão em período de aprendizagem necessitam de atividades sensoriais para conseguirem aprender de forma mais consistente e criativa, com fórmulas que estimulem a sua inteligência e contemplem todos os estilos de aprendizagem.

Qual a importância de trabalhar texturas?

Trabalhar texturas com bebês é importante porque ajuda no desenvolvimento cognitivo, colaborando para que o seu filho comece a explorar e entender o mundo ao seu redor.

Isso porque as texturas estimulam e agradam o tato dos pequenos, podendo ser texturas emborrachadas, macias e até mesmo divertidas, permitindo que seu filho passe a mão ou pé sobre elas.

Exemplos de brinquedos sensoriais para bebês

Como você viu até agora, os brinquedos sensoriais para bebês são aqueles que estimulam os sentidos do seu filho e desenvolvem a coordenação motora fina, a curiosidade e a criatividade.

Alguns exemplos são:

  • galhos
  • folhas;
  • flores;
  • panelas;
  • colheres de pau;
  • conchas;
  • esponja de louça;
  • tecidos, como lã;
  • livros interativos.

Conheça os brinquedos da Bilila Baby que ajudarão no desenvolvimento do seu filho.

Conclusão

Agora você já sabe que os brinquedos sensoriais para bebês tem o objetivo de transmitir sensações para o seu filho, ajudando em seu desenvolvimento cognitivo e motor.

Então, considere investir nesses brinquedos para estimular seu pequeno a conhecer sentimentos, sons, cores e a função de alguns objetos.

Como nós falamos, existem diversas opções de brinquedos sensoriais para bebês no mercado, mas você também pode “criar” diversos deles em casa. Para isso, basta seguir as dicas que demos ao longo deste artigo!

Deixe um comentário