You are currently viewing Verão: cuidados essenciais com o bebê 

Verão: cuidados essenciais com o bebê 

Saiba como aproveitar os meses mais quentes do ano garantindo o máximo de proteção para o seu pequeno!


O verão já começou e o calor intenso afeta a todos, incluindo os bebês. Nessa época do ano, nada melhor do que curtir uma praia ou piscina, certo? Você sabe o que fazer para proteger o seu bebê contra os raios solares e as altas temperaturas? 

Continue a leitura e veja como garantir a saúde e o bem-estar do seu pequeno durante o verão! 

 

Roupas devem ser de tecidos leves

Diferente do que muitos pensam, o bebê – inclusive o recém-nascido – sente calor tanto quanto nós. Por isso, vista o seu pequeno no verão com roupas de tecidos leves, como o algodão, para que sua pele possa respirar. 

Evite tecidos sintéticos, como o poliéster, que aumentam a sensação de calor e facilitam o aparecimento de brotoejas e assaduras. Em casa, dispense as roupinhas e deixe o bebê só de fraldas ou até mesmo peladinho durante algum tempo!

 

Protetor solar só após os 6 meses

O uso de protetor solar em crianças é indicado somente depois dos 6 meses. Por isso, se o seu bebê é mais novinho, evite a todo custo expô-lo ao sol entre 10h e 16h. E não se engane com os dias nublados, pois as nuvens só bloqueiam a luminosidade e o pequeno pode se queimar de verdade! 

Desse modo, os cuidados com o bebê em dias de calor intenso devem ser redobrados e as idas à praia e à piscina são mais indicadas quando ele estiver maiorzinho. Uma boa opção para refrescar o seu pequeno são as piscininhas infláveis, mas só se ele já tiver idade para ficar sentadinho. E nunca, em hipótese alguma, deixe o seu bebê desatendido na água, mesmo que seja por poucos segundos!

Banhos de mar são liberados após os 6 meses, mas é preciso se informar sobre a qualidade da água, já que muitas praias se tornam impróprias na temporada de verão. Quando estiver na praia ou ao ar livre, cuide para que o sol não bata diretamente na pele delicada do bebê, principalmente se ele for novinho. O uso de um chapeuzinho também ajuda a proteger contra o sol!

 

Cuidados com os mosquitos 

A pele sensível do bebê precisa estar protegida também de insetos. Aplique repelente sempre que fizer passeios ao ar livre  – o que merece atenção e ser indicado pelo médico. Bebês com idade entre seis meses e dois anos só devem usar repelente em condições especiais, quando recomendado pelo pediatra e de acordo com as instruções de uso de cada produto.

Outra boa medida é instalar telas de proteção para evitar picadas e alergias. Já carrinhos, berços e bebê conforto podem ser protegidos com mosquiteiros simples.

 

Alimentação e hidratação adequadas

Especialistas recomendam que, até os 6 meses de idade, a única alimentação e fonte de hidratação do bebê seja o leite materno, dispensando, inclusive, a ingestão de água. Por isso, é importante oferecer o peito a ele com maior frequência nos dias mais quentes.

Pode parecer um pouco óbvio, mas é importante oferecer bastante água para os pequenos no verão. Não é sempre que eles pedem! Se seu bebê já toma água na mamadeira ou no copo, tenha sempre uma opção disponível por perto!

Você também pode oferecer água de coco natural, lembrando que a prioridade é sempre a água “normal”. Pelo seu sabor adocicado, os pequenos podem querer substituir a água pela água de côco!

Se o seu bebê já consome frutas, dê a ele as que contém bastante água, como o melão e a melancia. Prefira sempre oferecer a fruta em pedaços em vez dos sucos naturais. 

 

Cuidados ao utilizar o ar-condicionado

Antes de expor o seu pequeno ao ar-condicionado, converse com o pediatra, pois esse ainda é um assunto controverso entre especialistas. Enquanto uns afirmam que não há problemas em utilizá-lo, desde que o aparelho esteja com os filtros bem limpos, outros não recomendam seu uso, já que ele provoca o ressecamento das vias aéreas do bebê e isso pode resultar em gripe ou infecção de garganta.

Alguns pais podem optar pelo uso de um umidificador no ambiente, ventilador ou ainda de toalhas molhadas dentro do quartinho.
Outros cuidados importantes são:

  • Vestir o pequeno de acordo com a temperatura;
  • Não deixar a corrente de ar frio voltada diretamente para o bebê (isso também vale para ventiladores);
  • Não esqueça de desligar o ar condicionado na hora do banho e só ligue o aparelho novamente depois que o bebê estiver seco e vestido;
  • Deixe o ambiente em uma temperatura média de 24º e evite expor o bebê a mudanças bruscas de temperatura, saindo de um ambiente quente e entrando em outro com ar gelado, por exemplo.

 

Jamais deixe o bebê dormindo sozinho dentro do carro

A temperatura dentro de um veículo pode aumentar com muita rapidez, mesmo que o tempo não pareça estar tão quente, por isso nunca deixe o seu bebê dormindo sozinho dentro do carro. O aumento da temperatura pode causar hipertermia (elevação da temperatura corporal), causar desidratação e, em casos extremos, até mesmo a morte da criança. 

Como acabamos de ver nesse post, é necessário ter diversos cuidados com o bebê durante os meses mais quentes do ano. Além de nossas dicas, procure seguir sempre as orientações do pediatra e curta ao máximo o verão e as outras estações do ano com o seu pequeno!

Aproveite que está aqui e confira dicas úteis para facilitar a troca de fraldas do seu bebê!

Deixe um comentário