You are currently viewing Aprenda a aliviar as cólicas do bebê
aliviar as cólicas do bebê

Aprenda a aliviar as cólicas do bebê

A pergunta que as mães mais fazem: como aliviar as cólicas do bebê? Choro, irritação, falta de sono e corpinho encolhido podem ser sinais de que o bebê está com cólica. Apesar de ser bastante desconfortável, tanto para o recém-nascido quanto para os pais que muitas vezes não sabem o que fazer, é muito comum. Um em cada cinco bebês saudáveis, entre a segunda semana ao quarto mês de vida, sofrem com esse desconforto. 

Não existe uma causa específica para ocorrer cólica nos bebês. Porém, a ingestão de ar na hora de mamar ou tomar o leite da mamadeira, bem como o consumo de alimentos que produzem muitos gases, ou ainda a intolerância a algum alimento ou componente, podem estar relacionados  dor abdominal.

+ Veja mais dicas e curiosidades no Blog da Bilila Baby

6 dicas de como aliviar as cólicas do bebê

Em média, um bebê pode sentir cólica por até três horas em, pelo menos, três dias por semanas. Sabendo que isso pode alterar toda a rotina da casa, principalmente se as crises de dores ocorrem durante a madrugada, separamos seis dicas de como evitar ou aliviar as cólicas do seu bebê.

1. Cuide da mamada

Existem dois fatores que podem levar o bebê a ter cólica por meio da mamada: a pega errada do peito e mamadas rápidas e curtas. Evite dar de mamar ao bebê em uma posição desconfortável ou que não facilite a pega correta do seu peito. Quando a boca do recém-nascido não está bem encaixada, as chances de ele engolir mais ar do que o normal é maior. Muito ar no estômago pode provocar cólicas.

Já poucas mamadas e, principalmente, ineficientes, podem fazer com que o recém-nascido ingira mais lactose em relação à gordura do leite materno. A lactose é um carboidrato que, ao ser quebrado, libera gases. Logo, isso pode aumentar as cólicas no bebê, tornando necessárias mais mamadas ao longo do dia.

2. Segure o bebê com jeitinho

Algumas posições são bastante eficazes quando o bebê está com cólica. Considerada uma das mais eficientes, coloque o bebê com a barriga para baixo sobre o seu antebraço. Apoie a cabeça de lado na palma da sua mão e encaixe as pernas próximas ao seu cotovelo. Também é possível revertê-lo, colocando-o com a cabeça próxima ao cotovelo e as pernas próximas da mão.

Outra maneira de segurá-lo é colocando a cabeça no bebê entre o seu queixo e o peito. Balance o seu corpo suavemente para frente e para trás, podendo alternar também para os lados e para cima e para baixo. Caso você costume cantar para seu filho, faça. Isso poderá acalmar o bebê e, possivelmente, distraí-lo, ajudando a aliviar a tensão.

Siga a Bilila Baby no Instagram

3. Alivie a pressão intra-abdominal

Os gases provocam uma pressão intra-abdominal extremamente desconfortável. Para aliviar, deite o bebê de barriga para cima, ergue as suas pernas e faça movimentos como se estivesse pedalando uma bicicleta.

4. Bolsa de água

Aqueça uma bolsa própria para bebês ou uma bolsa d’água e enrolado num pano macio, coloque na barriga do bebê. Para potencializar o efeito, coloque o bebê de barriga para baixo sobre a bolsa aquecida. Só cuide para que esteja numa temperatura segura para o bebê.

Tudo para o quartinho dos sonhos do seu bebê! Conheça nossa página no Pinterest

5. Dê um banho

Um banho quentinho ajuda a aliviar as dores e, consequentemente, o bebê. Se possível, faça o banho de ofurô, que é mais relaxante e proporciona ao bebê a sensação de estar no útero, seu local de origem e segurança.

6. Pele a pele

Outra maneira simples de acalmar o bebê e aliviar suas dores é colocando-o sobre você, pele a pele, deixando ele sentir você. Para evitar que o bebê venha a ficar resfriado, use um aquecedor e/ou cubra-o com uma mantinha.

Remédio caseiro para aliviar as cólicas do bebê

Chá de camomila ou erva-doce é um remédio caseiro bastante eficiente para ajudar no alívio das cólicas, visto que são plantas medicinais e possuem efeito antiespasmódico, que alivia cólica e diminui a produção de gases. Vale ressaltar que o chá deve ser dado em pequenas doses e apenas para bebês que não mamam mais no peito.

Caso o bebê ainda se alimente exclusivamente do leite materno, a sugestão é que a mãe beba destes chás, pois eles serão passados para o bebê por meio do leite.

Possíveis causas de cólica

Por ainda ter o aparelho digestivo imaturo, algumas coisas podem facilmente causar cólicas no bebê, como:

Ingestão de ar: pela pega errada no peito, quando chora durante a amamentação ou se estiver com o nariz entupido devido a uma gripe ou resfriado;

Intolerância à lactose: pode causar diarreia, dor, inchaço e gases;

Alergia a proteína do leite de vaca: pode causar cólicas, além de lesões na pele, coceira, vômitos e diarreia, por exemplo;

Agitação: ambiente muito agitado e que deixam o bebê desconfortável e com medo pode causar cólicas;

Alimentação da mãe: se o bebê ainda mama no peito, alimentos como brócolis, couves, couve-flor, couve-de-bruxelas, pimentas, pepino, feijão, lentilhas, ervilhas, laticínios e chocolates podem provocar gases.

Deixe um comentário