You are currently viewing Estoque de fralda descartável: primeiro espere o bebê nascer

Estoque de fralda descartável: primeiro espere o bebê nascer

É fato que os bebês, principalmente os recém-nascidos, utilizam muitas fraldas todos os dias. Mas ter um estoque antes dele nascer, não é o ideal. Saiba por que!

Quando a gestação chega perto dos 6 ou 7 meses, aproximadamente, os pais começam a se preocupar com um dos itens fundamentais para a chegada do bebê: a fralda!

Sim, é fato que são utilizadas muitas fraldas por dia e por um longo período, mas fazer estoques não é uma prática muito boa. Acompanhe o conteúdo e saiba tudo sobre o estoque de fralda descartável!

Estoque de fralda descartável pode ser um desperdício de dinheiro 

Fazer um estoque de fralda descartável, de longe, parece algo maravilhoso, não é? Afinal, é possível fazer um planejamento comprando alguns pacotes por mês, dos mais variados tamanhos. 

Embora as fraldas sejam produtos não-perecíveis, existe um “porém”: já pensou se o seu bebê for alérgico a elas? Todo dinheiro investido terá sido desperdiçado!

Enquanto estamos grávidas, escutamos todos os tipos de palpites e opiniões possíveis e imagináveis. Quando o assunto é fralda, é a mesma coisa! “Ah, usa esta que é melhor!”, “Não, não, mamãe, eu usei essa aqui ó, muito boa!”. 

Lembre-se sempre que cada bebê é um bebê. A pele dele é sensível e delicada, e só você saberá qual será a melhor para o seu filho. Existem as mais famosas? Sim, existem, mas, nem sempre elas serão as melhores para a pele do seu bebê.

Por isso, antes de sair por aí, mês a mês fazendo um estoque de fralda, desacelere. Espere o seu bebê nascer, e vá testando. Pode ser que na primeira marca, você se adapte, porém, pode ser que isso aconteça apenas na quinta! 

Vou fazer um chá de fralda! E agora?

Bom, caso opte por fazer um chá de fraldas, não há problema algum. Inclusive, muitas mães fazem esse tipo de chá para não gastar tanto com as fraldas (que, vou te contar, nos primeiros meses é um custo um pouco elevado, sim). 

O importante para o chá de fraldas, é não determinar uma marca específica. Você pode sim, colocar as suas preferências, por exemplo, mas não coloque apenas uma. Assim, você pode ganhar um pouco de cada marca e se o bebê for alérgico a uma delas, poderá utilizar as outras. 

Como montar um estoque de fralda

Embora esta não seja a melhor prática, você pode organizar um estoque base. Desta forma, você ficará mais tranquila neste período inicial que é repleto de mudanças, transformações e dúvidas de como cuidar do bebê.

Se você optar então por montar um estoque de fralda descartável, é preciso saber a quantidade necessária. Que os bebês sujam bastante fraldas, isso a gente já sabe, né? Mas, tem fórmula mágica para isso? 

Fórmula mágica, não tem, porque varia muito de bebê para bebê. No entanto, uma coisa que você pode e deve levar em consideração, é o tamanho do bebê. Nas suas consultas de pré-natal, certamente o seu obstetra lhe dirá quanto o bebê está pesando, aproximadamente. 

É claro que há margem de erro para mais e para menos, mas com esse peso você já tem uma base de por onde começar: RN ou P. Minha dica de mãe: tenha 1 ou 2 pacotes RN apenas.

Outra coisa que vai nortear você, são os próprios pesos descritos nos pacotes de fralda. A Organização Mundial da Saúde (OMS), definiu algumas médias que são úteis para auxiliar você quanto ao número de fraldas que devem ser compradas.

Aproximadamente, até o primeiro mês de vida, os bebês costumam alcançar 4kg. Até mais ou menos os 4 meses, a média de ganho de peso é entre 700g e 800g. A partir daí, o ganho começa a diminuir, indo para 500g a 600g, aproximadamente. É claro que isso é muito variado de bebê para bebê, mas é só para você ter uma base, ok?

Sabendo disso, fica muito mais fácil montar um estoque, se for de sua preferência. Assim, no próximo tópico trago uma média de quantas fraldas você vai precisar em cada etapa.

Quantas fraldas de cada tamanho devo comprar?

Tamanho RN 

Com base nos dados da OMS, as fraldas tamanho RN (recém-nascido) podem ser usadas em crianças de até 4 quilos. Como um recém-nascido precisa ser trocado de 8 a 10 vezes por dia, para fazer um estoque de, pelo menos, 15 dias, você vai necessitar de 112 a 140 fraldas. 

Geralmente, os bebês podem usar essas fraldas até próximo dos dois meses de idade. Logo, para este período, você vai precisar, em média, 500 fraldas, um total aproximado de 240 unidades por mês.

Uma observação importante: tem bebês que já nascem com 4 quilos ou até mais do que isso. Então, é bom você comprar um pacote do tamanho RN e esperar o seu bebê nascer. Assim você compra mais somente se precisar.

Tamanho P

As fraldas descartáveis tamanho P vão até o bebê atingir 5 quilos. Nos primeiros meses de vida o bebê faz xixi e evacua mais frequentemente. Por isso, as trocas devem ser feitas com mais frequência, até para não causar desconfortos e assaduras no bebê.

Considere que sejam feitas 8 trocas por dia, logo, você vai utilizar, em média, de 250 a 300 fraldas descartáveis tamanho P por mês.

Tamanho M

Quando o seu bebê alcançar entre 5 e 9 quilos, poderá usar fraldas tamanho M. Nesta fase, é comum que a frequência urinária diminua um pouco, o que vai diminuir o uso de fraldas. 

Você vai precisar, em média, 6 fraldas por dia. Por mês, terá um gasto de 200 fraldas, aproximadamente.

Tamanho G

As fraldas descartáveis tamanho G são utilizadas, em média, perto dos 9 meses do bebê. Elas comportam bebês de 9 a 12 quilos. 

Com essa idade, você vai precisar de aproximadamente 5 fraldas por dia, um total de 150 fraldas por mês, mais ou menos. 

Atenção na hora da compra

Agora que você já sabe a quantidade de fraldas que irá precisar de determinado tamanho para o seu bebê, é preciso ficar atenta e considerar algumas outras questões.

Na hora de comprar fraldas para o seu bebê, é importante considerar o peso e também a estatura dele. Tem bebês que são mais magros, e embora tenham o peso para usar uma fralda P, por exemplo, a fralda M pode ser melhor anatomicamente. 

O mesmo acontece com o tamanho da fralda: para bebês mais compridos, a fralda M pode ficar melhor ajustada do que a P. Isso porque a M, por exemplo, é mais comprida, e sobe mais na barriga do que a P, que pode ficar muito apertada para o bebê.

Por isso é importantíssimo fazer testes! E esse tipo de teste você só vai conseguir fazer depois que o bebê nascer.

Para fazer o estoque de fralda, avalie o melhor custo-benefício

Vale a pena ficar de olho nas promoções de fraldas na internet. Farmácias e grandes lojas fazem promoções, com uma boa redução no custo por tira. E nesses momentos os papais conseguem estocar fraldas. 

Observação importante: lembre-se que o número de fraldas por pacote varia de acordo com o fabricante. Na hora de comprar, use uma calculadora para saber qual é a que tem o melhor custo por unidade.

No entanto, é preciso considerar que nem sempre a fralda mais cara é sinônimo de qualidade superior, assim como nem sempre compensa comprar uma fralda mais barata. 

Há alguns modelos que não são muito eficientes para evitar vazamentos. No entanto, isso você irá descobrir na prática e assim saberá qual é a melhor fralda para o seu bebê. Por isso é que o estoque de fraldas não é o mais indicado. Caso você opte por fazer, experimente comprar variados modelos e marcas e fazer testes.

Os bebês têm diferentes formatos de corpo. Para os mais magrinhos, por exemplo, é necessário usar fraldas que têm uma boa proteção lateral e elásticos com bom acabamento, para evitar que o xixi ou o cocô vazem.

Atenção a possíveis reações alérgicas

Como dissemos no início desse texto, os pequenos podem apresentar sensibilidade ou até mesmo alergia a algum componente específico presente na composição de algumas fraldas. Fique atenta quanto ao aparecimento de manchas vermelhas, bolinhas ou outro tipo qualquer de irritação na pele do bebê.

Opção alternativa à fralda descartável: conheça a fralda ecológica!

Você lembra das antigas fraldas de pano? Ela voltou com tudo e é uma forte opção entre as mamães que prezam pela sustentabilidade ao máximo.

É claro que, diferente das fraldas de antigamente, as fraldas ecológicas contam com muito mais tecnologia e aperfeiçoamento. Hoje, elas são muito mais práticas para a mãe e mais confortáveis para o bebê.

A fralda ecológica é composta por uma capa (chamada de fralda) e por um absorvente. Elas podem ser fabricadas em vários tecidos, mas, em geral, todas são boas. 

A parte interna, aquela que fica em contato com a pele do bebê, conta com um tecido mais especial, que tende a absorver o xixi e ainda ficar seco. Ou seja, por mais que o absorvente esteja encharcado de xixi, a pele do bebê continua seca.

A parte externa da fralda pode ser feita em PUL (Poliuretano Laminado). Esse tecido é impermeável, resistente, flexível e respirável. Ou seja, além de não deixar vazar, é uma fralda leve, confortável para o bebê, que permite com que ele se movimente livremente.

A fralda de antigamente também possuía ajustes, no entanto, as fraldas ecológicas atuais contam com um ajuste muito maior. Repleta de botões de pressão, a fralda ecológica pode ser utilizada por um bebê de 4 a 16 quilos, e não é necessário realizar a troca de tamanho conforme o crescimento ou peso do bebê. 

O ajuste é realizado diretamente nos botões, apertando e soltando conforme a necessidade. Ou seja, você pode utilizá-las desde o nascimento até o desfralde! Perceba a economia no seu bolso e para o meio ambiente… É ou não é demais? ♥

As fraldas ecológicas proporcionam o tempo de troca equivalente às descartáveis, em torno de 3, 4 ou até 5 horas. Elas podem ser lavadas na máquina de lavar, não perdem a qualidade e nem a durabilidade. Bacana, não é?

fralda ecológica

Fonte: Fraldadinhos

A usabilidade das fraldas ecológicas dura anos, sem contar que é muito mais saudável para o seu bebê e para o meio ambiente! Então, se você quiser considerar essa opção, fica aqui a nossa dica!

 

Gostou desse conteúdo? Temos outros artigos que talvez você goste no nosso blog. Aproveite para conferir! E faça o seu cadastro para receber informações sobre a gestação mês a mês.

Siga a Bilila Baby no Instagram para se inspirar e receber dicas. Curta nossa página no Facebook e fique por dentro das novidades.

Deixe um comentário