You are currently viewing Gravidez: dicas para prevenir varizes e inchaço nas pernas

Gravidez: dicas para prevenir varizes e inchaço nas pernas

É bastante comum o inchaço e o aparecimento de varizes e vasinhos nas pernas durante a gestação, mas com os cuidados certos é possível reduzir e até mesmo evitar esses problemas. Confira o post!

O surgimento de vasinhos e das temíveis varizes é, quase sempre, ditado pela genética. Durante a gravidez, há ainda outros motivos para que isso aconteça: pode ser hormonal, já que o aumento da progesterona dilata as veias, ou devido à pressão sobre as veias das pernas, que se intensifica conforme a barriga vai crescendo. Além disso, alguns hábitos são nocivos à saúde vascular da gestante e podem contribuir para que ocorra o problema.

Siga com a leitura e veja quais cuidados na gravidez podem prevenir o aparecimento de varizes!

Quais são as causas das varizes e do inchaço na gravidez?

Na gestação, os hormônios femininos (progesterona) aumentam bastante e são a maior causa das varizes, dos vasinhos e do inchaço. Tudo isso porque esses hormônios fazem com que as veias se dilatem, causando também a retenção de líquidos. 

Na reta final da gestação, quando a sua barriga já está grande, o peso do útero comprime as veias da área do abdome e isso também contribui para a dilatação venal e o inchaço. Assim, tanto o útero crescido quanto os hormônios causam o aparecimento de novas varizes e vasos e o agravamento das varizes que já existiam.

Como prevenir varizes e inchaço nas pernas?

Há uma série de cuidados que você deve adotar para prevenir varizes e inchaço nas pernas ou, pelo menos, reduzir a sua incidência. Confira:

  • Evite ganhar peso demais durante a gravidez;
  • Mantenha-se hidratada, bebendo bastante líquido;
  • Não fume;
  • Faça atividades físicas de baixo impacto, como caminhadas, pilates ou hidroginástica, desde que não haja contraindicações e sempre com orientação médica;
  • Use meias elásticas (seu obstetra ou um angiologista pode indicar o modelo mais adequado);
  • Procure dormir de lado, virando-se de preferência para a esquerda, pois isso evita o peso do útero sobre a veia cava e melhora a circulação, assim como o fluxo de sangue para a placenta;
  • Mantenha uma alimentação rica em fibras para prevenir a constipação intestinal, que pode causar hemorróidas;
  • Evite ficar longos períodos em pé ou sentada na mesma posição;
  • Deixe suas pernas levantadas por 10 minutos, duas ou três vezes ao dia.

Observação: A incidência de vasos e varizes não costuma aumentar depois do parto. Por isso, aproximadamente 3 meses após o parto, você já pode iniciar tratamentos para vasos e varizes. Esse é o período de tempo que o útero leva para voltar ao seu tamanho original.

Preciso usar meias de compressão?

Se a sua família tem histórico de varizes ou outras doenças venosas e se você está percebendo inchaço nas pernas, é indicado, sim, o uso de meias de compressão (sempre seguindo orientação médica), pois elas vão evitar que o problema se agrave. 

Se há caso de trombose na sua família, os cuidados devem continuar mesmo depois do nascimento do bebê, pois o aparecimento da doença é mais comum no pós-parto.

Ter varizes na gravidez pode prejudicar o bebê?

Quanto a isso, não se preocupe, pois as varizes não prejudicam o bebê! Elas causam incômodo somente para a gestante, em função do inchaço dos pés e das pernas e de possíveis dores. 

É importante buscar orientações com o seu obstetra ou com um cirurgião vascular para adotar medidas que evitem que um problema de má circulação evolua para uma trombose venosa ou embolia pulmonar. Apesar de serem casos raros, é sempre bom prevenir.

Evite o ganho de peso excessivo

Para prevenir vasos, varizes e inchaço é fundamental evitar o excesso de peso durante a gestação, pois quanto mais pesada você estiver, maior será a pressão interna das veias nos membros inferiores (pernas e pés).

Nessa fase, você já estará com mais elasticidade nas veias, devido aos hormônios gestacionais, e isso aumenta a chance de surgirem edemas e varizes. Portanto, lembre-se: os inchaços e as varizes na gestação aumentam proporcionalmente ao ganho de peso. 

Aliás, isso acontece com qualquer pessoa, pois o sobrepeso e a obesidade contribuem para o surgimento de problemas circulatórios, entre outras complicações que prejudicam a saúde e reduzem a qualidade de vida.

Gostou desse conteúdo? Aproveite que está aqui para conferir outros artigos interessantes no nosso blog!

Deixe um comentário