You are currently viewing Pai de primeira viagem: muito presente e não só coadjuvante

Pai de primeira viagem: muito presente e não só coadjuvante

Os pais estão cada vez mais presentes no período de gestação e na criação dos filhos. Confira algumas dicas para que você possa dar o apoio necessário à sua companheira durante a gravidez!

Apesar da gestação acontecer no corpo da mulher, a experiência de uma gravidez, mesmo que de forma diferente, é dividida com o futuro papai. Se ele for papai de primeira viagem, pode sentir um nervosismo maior por não saber exatamente como se comportar nesse período tão novo, delicado e especial para o casal.

Felizmente, os homens estão entendendo cada vez mais o papel importante que eles têm durante a gravidez da mulher.

Veja a seguir algumas dicas sobre como o papai pode participar de forma mais ativa na gestação do bebê:

 

Esclareça suas dúvidas 

Ao compreender a importância do seu papel de pai, o primeiro passo é buscar informações sobre a gravidez. Para isso, leia publicações sobre o assunto, pesquise na internet, troque experiências com outros pais e procure acompanhar a gestante nas consultas do pré-natal. 

Assim, você vai entender melhor os sentimentos e desconfortos da sua mulher nesse período e, além disso, ela ficará feliz vendo seu interesse e tendo a sua companhia.

Aproveite para saber mais sobre o momento do parto para poder dar ainda mais apoio à sua parceira e evitar sustos inesperados.

 

 Compreenda as variações de humor da sua mulher

Durante a gravidez, o corpo da mulher passa por uma revolução hormonal e isso pode desencadear alterações de humor. Por isso, é importante que você esteja preparado para lidar com a situação, com paciência, compreensão e respeito. 

Lembre-se que é importante informar-se bastante sobre todos esses assuntos para viver da melhor forma esta experiência única para o casal!

 

Entenda as mudanças que ocorrem no relacionamento a dois

Durante a gravidez, a vida sexual do casal costuma passar por algumas mudanças. É normal que neste período a mulher sinta menos desejo sexual, embora o contrário também possa ocorrer. 

Caso aconteça uma redução na libido, é importante que você saiba que não é o responsável por essa mudança e que é bastante comum que isso ocorra. Por isso, não se sinta inseguro ou menosprezado.

 

Demonstre todo o seu apoio

A fase final da gravidez limita bastante os movimentos da mulher. A barriga já está grande e fica pesada, os pés incham e aumenta a sensação de cansaço nas pernas. Isso faz com que pequenas tarefas do dia a dia se tornem mais difíceis para ela.

É muito importante que você esteja disposto a ajudá-la de todas as formas que puder. Essa parceria no desempenho das funções diárias deve continuar depois do parto, quando vem a fase do puerpério.

Este período – que dura cerca de seis semanas, traz novamente uma série de transformações emocionais e físicas bastante intensas para a mulher. Por isso, mantenha-se com disposição para continuar colaborando, de modo que essa fase seja menos desgastante para ela.

 

Aprenda a cuidar do bebê

Trocar fraldas, dar banho, segurar o bebê de forma correta, acordar de madrugada, levar ao pediatra… Cuidar de um recém-nascido pode parecer uma tarefa complicadíssima, mas não é tão difícil assim! Com amor e boa vontade fica bem mais fácil!

Leia, pesquise na internet, questione, troque experiências com quem já é pai. Faça tudo que estiver ao seu alcance para aprender como para ajudar nos cuidados com o bebê. Aos poucos, você vai saber tudo que é necessário para cuidar bem dele!

Além de ajudar sua mulher, esses cuidados vão estreitar os laços entre vocês dois e também com o bebê! Com o passar do tempo, você vai adquirir outros conhecimentos e poderá cuidar dele sozinho quando for necessário!

 

Adapte sua vida social

A vida social do casal muda com a chegada de um filho e muitos eventos terão que ser deixados de lado, pelo menos por algum tempo. Isso não deve ser encarado como um sacrifício, mas como um momento único de sua vida.

Os cuidados com o filho recém-nascido são prioridade absoluta, mas eles crescem rápido e a sua rotina social, assim como a da sua mulher, poderão ser retomadas, com algumas adaptações.

Esse conteúdo foi útil para você? Aproveite para conferir outros assuntos no nosso blog e aprenda mais sobre a maravilhosa experiência de ser pai de um bebê!

Siga a Bilila Baby no Instagram para se inspirar e receber dicas. Curta nossa página no Facebook e fique por dentro das novidades.

Deixe um comentário