You are currently viewing Fases da lua na gravidez e a data do parto: o que elas têm a ver?

Fases da lua na gravidez e a data do parto: o que elas têm a ver?

Você já deve ter ouvido falar que as fases da lua na gravidez influenciam no parto. Será que isso é verdade ou não passa de um mito? Leia e saiba mais!


Aqui no Brasil e em muitos outros países, como Estados Unidos e Índia, existe uma crença popular de que a mudança de lua tem influência sobre o número de partos.

Não é raro que mulheres nas últimas semanas de gravidez ouçam que o bebê vai nascer na virada da lua. Mas, será que isso faz sentido ou é apenas mais um mito relacionado à gravidez?

Descubra se existem comprovações científicas de que o calendário lunar pode interferir no número de partos!

Qual é a origem desse mito?

Na antiga Babilônia, a lua era tida com um símbolo da vida e, por causa da relação com o ciclo menstrual feminino de 28 dias, os babilônios associaram a fertilidade feminina ao ciclo lunar, que também tem seu ciclo em 28 dias.

Desta forma, os antigos contabilizavam que: a cada troca de lua, uma semana da gravidez havia passado. A cada quatro semanas, havia se passado um mês da gestação. Logo, eles percebiam que as mulheres precisavam de 10 ciclos completos para parir. Ou seja, 10 ciclos, 40 semanas, 280 dias. Por esse motivo é que eles usavam as mudanças de lua para calcular a data de nascimento dos bebês.

Outra origem para este mito, é que, como a lua possui grande influência nas marés, na época de plantio nas lavouras e também nas colheitas sadias, acredita-se que a lua pode influenciar também no trabalho de parto. Isso porque a lua exala muita energia, sendo isso que determina as marés altas e baixas, por exemplo. E no caso da gestante, devida essa energia, há maior pressão no período da lua cheia, que faz com que o líquido amniótico seja pressionado e a mulher acabe entrando em trabalho de parto.

Mas afinal, existe realmente relação entre as fases da lua na gravidez e o parto?

Algumas mulheres – e talvez você seja uma delas – realmente acreditam que a gravidez pode ser afetada pela mudança de lua. Ela seria responsável por adiantar ou adiar o momento do parto, aumentando o número de nascimentos no dia em que ocorre a troca de lua.

Não há indícios que comprovam cientificamente que as fazes da lua na gravidez têm influência sobre o corpo humano. No entanto, em diversas pesquisas aplicadas, muitas mulheres afirmam que já sentiram interferências reais durante as trocas de lua!

Médicos afirmam que durante a lua cheia, as taxas de natalidade aumentam consideravelmente. Doulas e enfermeiras que auxiliam no trabalho de parto, presenciaram que a duração do parto também sofre influência de acordo com a fase da lua.

Além da taxa disso, foram observados outros sintomas de trabalho de parto que começaram a ocorrer pouco antes ou pouco depois da troca de lua. Entre eles, se intensificaram as cólicas, a perda do tampão mucoso, e até mesmo o rompimento da bolsa.

Enquanto não há comprovações científicas para estes “fenômenos” da natureza com o corpo humano, continua-se a pensar que este é apenas um mito. Porém, é um mito que passou a ser real para muitas e muitas mamães!

Por que as maternidades lotam na lua cheia?

Apesar da lua ter influência sobre as altas das marés, como já mencionamos anteriormente, não existe comprovação quanto à sua interferência na bolsa amniótica das gestantes.

Médicos afirmam que, por mais que não hajam comprovações científicas, existem correlações de que a lua interfere no organismo humano. Um exemplo disso, é as maternidades lotadas na lua cheia. Não se sabe ao certo se é pura coincidência ou uma interferência lunar.

Ainda de acordo com esses profissionais, os partos em cada fase da lua ocorrem assim:

  • Lua cheia: partos prematuros, inesperados e emergenciais;
  • Lua crescente: partos planejados, que ocorrem de forma tranquila;
  • Lua nova: partos tranquilos e mais rápidos;
  • Lua minguante: partos mais longos por causa da falta de dilatação.

No entanto, vale lembrar que por enquanto nada disso possui comprovação científica! Apesar de ser uma crença popular muito antiga, a suposta influência das fases da lua na gravidez e nos partos não passa de um mito.

Na opinião de muitos médicos obstetras e outros profissionais da área, geralmente as mulheres que se apegam a essa teoria durante a gravidez são as que desejam muito ter um parto normal.

Assim, há mulheres que acreditam mesmo que na mudança de lua são maiores as chances de entrar em trabalho de parto. Ou seja, mesmo sem estudos conclusivos, há gestantes que fizeram testes com a teoria e os resultados obtidos foram diferentes. 

Em alguns casos, o nascimento do bebê não coincidiu com a data de mudança da lua, mas em outros, sim!

Uma das gestantes que fez o teste conta, em uma reportagem sobre o assunto, que um dia antes de começar o trabalho de parto ela não tinha nenhum sintoma de que o bebê estaria prestes a nascer.  Com a mudança de lua e entrada da lua cheia no dia seguinte, o trabalho de parto teve início.

As fases da lua na gravidez não são comprovadas como indução ao parto

Enquanto a influência da lua sobre os partos e a forma como eles acontecem não for comprovada cientificamente, é mais sensato não se apegar a esse tipo de teoria.

O que de fato precisa ser considerado, pois tem importância fundamental para todas as mulheres durante gestação, é um bom acompanhamento médico pré-natal. Essa é a melhor forma da mulher garantir uma gravidez e um parto mais tranquilos, visto que estão sendo assessorados por uma equipe qualificada e preparada para bem atendê-los.

 

Você gostou deste conteúdo? Então compartilhe com seus amigos nas redes sociais e continue acompanhando os artigos do blog. Você pode se cadastrar para receber os nossos conteúdos em primeira mão, diretamente na sua caixa de e-mail!

Deixe um comentário