You are currently viewing Sintomas de acordo com o seu mês de gestação

Sintomas de acordo com o seu mês de gestação

Desde a concepção até o dia do parto, a gravidez é uma fase delicada na vida da mulher, pois além de envolver modificações no corpo e alterações psicológicas, o organismo sofre alterações dramáticas. Frente a este momento, é imprescindível que a gestante conheça bem as mudanças que ocorrerão no seu corpo ao longo desses meses.

Existem mudanças hormonais e estruturais da gravidez que são muito semelhantes entre as mulheres grávidas. Dessa forma, é possível prever e descrever com certa segurança os sintomas de acordo com o seu mês de gestação.

Assim, a gravidez pode ser uma fase confusa e cheia de dúvidas, principalmente para as mulheres que estão vivendo a gestação pela primeira vez. Por este motivo, vamos explicar algumas mudanças comuns em cada fase da gravidez, com a finalidade de auxiliar as mamães que estão com dúvidas relacionadas aos sintomas de cada mês.

Cuidados com a mamãe. Veja os posts sobre este tema no blog da Bilila Baby

Convertendo semanas de gestação em meses

É comum que, ao perguntar para uma grávida há quanto tempo está gestante, ela responda com semanas e não meses. Isso acontece porque os procedimentos médicos seguem esse critério de semana e também porque os marcos importantes de desenvolvimento do bebê ocorrem a cada semana.

Sabendo que muitas pessoas não conseguem fazer a relação correta entre as semanas e meses de uma gestação, segue tabela de conversão:

MÊSSEMANA
Primeiro1ª a 4ªPRIMEIRO TRIMESTRE
Segundo5ª a 8ª
Terceiro9ª a 12ª
Quarto13ª a 16ªSEGUNDO TRIMESTRE
Quinto17ª a 21ª
Sexto22ª a 26ª
Sétimo27ª a 30ªTERCEIRO TRIMESTRE
Oitavo31ª a 35ª
Nono36ª a 40ª

Sintomas de acordo com o seu mês de gestação

Agora que você já sabe quais semanas são relativas a cada mês, vamos explicar os principais sintomas de cada mês.

Primeiro mês

Principais sintomas: alteração de humor, inchaço, cólica, dor lombar, necessidade frequente de urinar, peitos sensíveis ou doloridos, fadiga, náusea, constipação, desejos e/ou aversões alimentares.

No primeiro mês, os sintomas são muito parecidos com o que algumas mulheres sentem no período de tensão pré-menstrual (TPM). Por isso, talvez não seja um sinal evidente de gravidez e você só perceba que está grávida quando a sua menstruação atrasar ou não ocorrer em um mês, ou ainda, quando há suspeita, por meio da realização um teste.

Mudanças físicas dificilmente vão aparecer, sendo, no máximo, inchaço. Contudo, já no início, muitas mulheres sofrem alterações emocionais, causadas parcialmente pelos hormônios da gravidez.

Segundo mês

Principais sintomas: além daqueles ocorridos no primeiro mês, no segundo mês pode haver enjoo matinal, fadiga, tontura, leve inchaço das mãos e pés, queimação e indigestão e flatulência.

Nesse estágio, não haverá mudanças drásticas no seu corpo. Mas, talvez, seus peitos fiquem mais inchados e pesados.

Terceiro mês

Principais sintomas: ganho de peso, aumento de energia, aumento de corrimento vaginal, vontade frequente de urinar, senso de calma, fome excessiva, esquecimento e mudanças na pigmentação da pele (o aparecimento da linha negra no abdômen ou manchas mais escuras no rosto).

Aqui, alguns sintomas são agradáveis e outros nem tanto. Normalmente o cansaço e enjoos sentidos nos dois primeiros meses vão embora a partir deste mês.

no seu corpo, é possível que a sua barriga comece a aparecer, mas varia de mulher para mulher, e os seios ficarão mais inchados. Um dos sintomas típicos deste mês é a fome excessiva. Cuide para comer bem, priorizando qualidade e não quantidade.

Quarto mês

Principais sintomas: além dos descritos no terceiro mês, há respiração mais acelerada, coceira na pele da barriga e dos peitos que estão crescendo e aparecimento de estrias.

Nessa fase, algumas mulheres já conseguem sentir o bebê mexer pela primeira vez. E devido ao seu crescimento, talvez a respiração comece a ficar mais difícil. Por isso da respiração acelerada e cansaço.

As mudanças físicas podem ficar mais evidentes, como a barriga um pouco maior – ou, em alguns casos, começando a aparecer. Em algumas mulheres os cabelos ficam mais brilhosos e grossos, assim como ficam mais fortes e com menos queda.

Quinto mês

Principais sintomas: dor na região lombar, dificuldade para encontrar uma posição confortável para dormir e contrações de treinamento.

As mudanças no corpo são bastante visíveis. Muitas mulheres relatam se sentirem radiantes no quinto mês de gestação, e conseguem aproveitar a barriga que está mais evidente, porém não tão grande, de maneira a não dificultar as tarefas diárias. É possível que haja mudanças na textura e no crescimento das unhas, que podem ficar mais fortes ou mais quebradiças, podendo variar muito de mulher para mulher.

Sexto mês

Principais sintomas: queimação, inchaço das mãos, pés ou rosto, sensação de instabilidade sobre os pés, coceira na pele da barriga, peitos, nádegas e coxas, dor nas costas, aumento do apetite, ronco, tontura, insônia e câimbras nas pernas.

Aqui, as mudanças físicas podem não ser tão agradáveis. Devido ao crescimento do bebê e o excesso de fome, que pode levar a grávida a comer mais que o necessário, é possível que se tenha ganhado bastante peso. Isso causará desconforto se ficar de pé por muito tempo. Já dormir pode não ser tão simples, uma vez que o tamanho da barriga pode dificultar na hora de encontrar uma posição confortável.

Sétimo mês

Principais sintomas: dor nas costas, fadiga, mãos e pés inchados, queimação, câimbra nas pernas e pés, ondas de calor, necessidade de urinar frequente, falta de ar, alterações de humor, insônia e contrações de Braxton Hicks (de treinamento).

No sétimo mês você finalmente entrou no terceiro trimestre, a reta final da gravidez.

Barriga cada vez maior e inchaços são as principais mudanças no corpo. Os seios também vão aumentar e pesar ainda mais e a cor de seus mamilos podem escurecer. Outro ponto são as veias, que podem se tornar visíveis.

Oitavo mês

Principais sintomas: além dos sintomas do sétimo mês, podemos acrescentar falta de jeito, seios vazando leite (colostro), desconforto generalizado devido ao tamanho de sua barriga, fadiga, dificuldade para dormir e incontinência urinária.

Além das mudanças físicas, é bem possível que você esteja mais sentimental e um pouco impaciente, ansiosa, irritada e nervosa.

Nono mês

Principais sintomas: eliminação do tampão mucoso, aumento do corrimento vaginal, pressão sobre a pélvis, seios vazando leite, mais leveza e sentir menos movimentos do bebê.

Parabéns! Você está no seu último mês de gravidez e seu bebê pode chegar a qualquer momento.

Fisicamente, você se sentirá enorme. Aqui, nenhuma posição parece mais confortável devido ao tamanho da barriga. Contudo, é possível que haja um aumento de energia na medida que o corpo se prepara para dar à luz ao bebê. Além disso, quando o bebê “desce” e se encaixa na pélvis, a pressão sobre os pulmões diminui, de maneira a melhorar a respiração. Consequentemente, a necessidade de urinar fica ainda maior.

Finalize tudo que precisa no nono e último mês da gravidez, pois o bebê pode nascer a qualquer hora. Após o nascimento, há tantas coisas novas para lidar, então aproveite para descansar e dormir bastante e, é claro, aproveitar seus últimos dias com o barrigão.

Apesar de alguns sintomas parecerem assustadores, é importante sempre lembrar que depois de todas as dificuldades você terá um serzinho novo com você e uma sensação de amor nunca vivida antes. Lembre-se também que os sintomas podem variar de acordo com cada mulher e não deve-se apegar às diferenças de cada gestante.

Deixe um comentário