You are currently viewing Três meses de gestação: o que está acontecendo?

Três meses de gestação: o que está acontecendo?

Ao completar o terceiro mês de gestação – que vai de 9 a 13 semanas e 2 dias -, também chega ao fim um período mais sensível da gravidez. Os enjoos e os riscos de um aborto espontâneo diminuem significativamente. Se você estava guardando segredo sobre a gravidez, chegou a hora de contar a feliz novidade!

Continue a leitura e veja quais sintomas você terá neste terceiro mês e como está o desenvolvimento do bebê nessa fase!

Três meses de gestação, quais são os sintomas?

No terceiro mês, alguns dos sintomas que você sentirá são agradáveis e muito bem-vindos. E a boa notícia é que um dos sintomas típicos do primeiro trimestre de gravidez, os enjoos e tonturas, diminuem consideravelmente e em muitos casos até desaparecem.

Em relação à beleza, muitas grávidas começam a se sentir radiantes e com um “brilho da gravidez”. Os seios poderão ficar mais inchados e, consequentemente, grandes, o que pode ser visto de maneira positiva por muitas mulheres.

Já o seu batimento cardíaco acelera e esforços físicos podem causar falta de ar. Contudo, é comum que neste período haja aumento de energia, bem como excesso de fome, o que pode levar ao aumento de peso.

O normal nessa fase é engordar entre um e dois quilos, como resultado do crescimento do bebê e de outras transformações que ocorrem no corpo da mulher, como aumento da quantidade de sangue, líquido amniótico e reservas de gordura, entre outros.

Saiba mais sobre a Bilila Baby

Alimentação e exercícios

O aumento de peso é normal durante a gestação, mas é necessário cuidar para não engordar excessivamente, pois isso pode acarretar riscos à saúde da mãe e do bebê. O recomendado, de acordo com médicos, é que a gestante ganhe entre 8 e 13 quilos até o final da gravidez.

Aqui, é muito importante manter uma alimentação saudável. Apesar de grávida, a gestante não deverá “comer por dois”. O ideal é comer bem, prezando qualidade e não quantidade.

Pode parecer difícil, mas geralmente manter o peso ideal durante a gestação não é tão complicado assim. Para isso, basta seguir estas dicas:

  • Cuidado para não exagerar. É natural que você coma mais durante a gestação, mas o ideal é que o consumo energético adicional seja de até 300 calorias por dia;
  • A cada consulta de pré-natal, você será pesada. O médico vai orientar você a não engordar mais do que um quilo por mês;
  • Evite ficar muito tempo sem comer. O mais indicado é alimentar-se a cada três horas, pois isso evita que você coma em excesso numa única refeição;
  • Alimentar-se com mais frequência e em pequenas quantidades também ajuda a diminuir enjoos, caso você ainda esteja sofrendo com eles;
  • Consuma regularmente alimentos ricos em proteínas, além de legumes e verduras, frutas e cereais;
  • Evite peixes com altos níveis de mercúrio, bebidas alcoólicas, queijos e leites não pasteurizados, carnes processadas e ovos crus;
  • Hidrate-se bem. Beba bastante água e evite o consumo de café preto.

Devido à melhora dos enjoos e fraquezas, é natural que a gestante se sinta mais enérgica e disposta. Por isso, este é o momento ideal para você voltar a realizar atividades físicas. Caso você seja iniciante, faça atividades leves, pois elas ajudam a manter o peso. Natação e yoga são opções boas e seguras.

Evite ao máximo exercícios de impacto! Caminhadas são uma boa opção, mas converse sobre isso com o seu médico, pois há casos em que a gestante deve ficar mais quietinha.

+Confira nosso e-book: mitos sobre a maternidade

O desenvolvimento do bebê no terceiro mês

Nesta fase da gestação, os bracinhos do bebê estão crescidos e ele já consegue flexionar os cotovelos. Os órgãos genitais já estão formados, embora ainda não dê para ver no exame de ultrassom.

Caso você esteja ansiosa demais para saber se o seu filho é menino ou menina, pode optar por um exame de sexagem fetal – é um exame de sangue não incluso no acompanhamento pré-natal que pode ser feito a partir das 9 semanas. Se tiver um pouquinho mais de paciência, pode aguardar ultrassom por volta das 13 semanas.

A placenta já se desenvolveu bastante e produz muitos hormônios. O crescimento do bebê se torna mais rápido. Os órgãos vitais já estão inteiramente formados e os reflexos de sucção e do ato de engolir surgem.

Todas as partes do corpinho crescem, assim como os dentes, unhas e cabelo. Pelos ultrafinos e macios aparecem na pele, mas a maioria tende a sumir até o nascimento do bebê.

O sensorial também já está bastante desenvolvido. O bebê já começa a ouvir alguns sons externos e se tornar sensível à luz forte. Por isso, a essa altura, o bebê reage se alguém mexer na sua barriga. O feto responde ao estímulo, mesmo que você ainda não sinta nada.

A barriga de grávida começa a aparecer

Ocorrem diversas mudanças anatômicas e fisiológicas a cada novo mês de gestação. Ao final do primeiro trimestre, a sua barriguinha de grávida começa a aparecer, mas isso varia de mulher para mulher.

Nessa etapa da gravidez, a placenta já está totalmente formada, ligando a parede uterina e o cordão umbilical, através do qual o bebê recebe nutrientes. É possível que você comece a sentir os primeiros movimentos do bebê, embora seja mais comum que isso aconteça a partir do quarto mês de gestação.

Por ser um momento que o bebê já consegue ouvir alguns sons, como o da sua voz e seus batimentos cardíacos, aproveite para criar laços. Converse com o seu bebê, cante para ele ou coloque a sua música favorita para ele ouvir.

Isso é recomendado principalmente ao papai, visto que os bebês já criam laços naturais com a mãe. Por isso, pais, falem com o seu bebê com frequência enquanto ele ainda está na barriga da mamãe para que reconheça sua voz ao nascer.

Curtiu? Tem mais conteúdo no blog da Bilila Baby

Deixe um comentário