You are currently viewing Guia prático para escolher a melhor poltrona de amamentação

Guia prático para escolher a melhor poltrona de amamentação

A poltrona de amamentação não é apenas uma peça de decoração no quarto do bebê. Afinal de contas, amamentar o recém-nascido é um gesto de união e cuidado entre a mamãe e seu pequenino. Esse guia prático vai te ajudar a escolher a melhor poltrona de amamentação. 

Antes de tudo, leve em consideração o conforto. Estofamento, desenho da poltrona de amamentação, altura dos braços, se acompanha puff… Nesse sentido, tudo conta. Isso porque tem que ser um momento agradável não apenas para o bebê, mas também para a mamãe.

Mas, calma que a gente te ajuda. Confira a seguir os 5 passos deste guia prático para escolher a melhor poltrona de amamentação. 

Poltrona de amamentação em 5 passos

Esses 5 passos são os mais importantes e devem ser levados em conta na hora de escolher a poltrona de amamentação perfeita para a mamãe. Olha só. 

1. Máximo de conforto

Inegavelmente, esse é o passo mais importante para considerar na hora de escolher a poltrona de amamentação. Ainda mais porque o conforto facilita o aleitamento. Ser aconchegante para a mãe é consequentemente, aconchegante para o bebê. 

Por isso, há dois pontos cruciais que precisam ser levados em conta. Primeiramente, as costas da mãe devem ficar retas no encosto enquanto amamenta. Dessa forma, evita dores. Além disso, é importante que tenha apoio para os braços, pois a amamentação demanda tempo e os membros precisam de descanso.Um apoio para os pés, por exemplo, também é bem-vindo, para ajudar na circulação

2. Tamanho

Aqui são duas as questões que influem: o espaço no ambiente e de acordo com a mamãe. Então, vamos lá. 

Quanto à mãe, que é que vai sentar na poltrona de amamentação, precisa ter um tamanho adequado. Nem muito largo, nem estreito para, principalmente, escorar os braços com conforto. Priorize também, poltronas que tenham altura suficiente para apoio da cabeça. No entanto, precisa estar alinhado com o outro fator: o espaço disponível. 

Afinal, uma poltrona confortável também não pode ficar muito apertada no ambiente, certo? Portanto, tire as medidas e considere alguns centímetros a mais (pode ser uns 15 ou 20) na hora de escolher a peça certa para você e também para o espaço disponível. Precisa estar dentro das possibilidades. 

3. Estofamento

Como no início do aleitamento pode vazar um pouco de leite ou acontecer do bebê regurgitar, tem-se uma falsa impressão que o revestimento deve ser impermeável, semelhante ao couro. Pelo contrário, isso porque o tecido é a escolha certa. 

Desse modo, o acabamento garante um toque de conforto e maciez para a mãe. Se há receio com pingos ou manchas, vale a pena impermeabilizar o tecido, com produtos específicos para esse fim. 

4. Altura dos braços

Talvez você já tenha lido sobre isso em um outro passo, porém vamos dedicar um principalmente para este aspecto. A poltrona de amamentação perfeita tem os braços altos e macios, isso porque a mamãe precisa manter os braços apoiados e descansados enquanto segura o bebê. Até mesmo por causa da segurança, certo? 

5. Acompanhamentos e acessórios

A maioria das poltronas de amamentação acompanha um puff. E não é à toa. É excelente para que a mãe possa descansar também as pernas. Se não acompanhar, você também pode comprar separado e que combine com a poltrona escolhida. O puff pode ser na altura do assento ou um pouco mais baixo. 

Outros acessórios que são bem interessantes são os pés em forma de balanço,estes ajudam a mamãe a fazer o bebê a dormir. Além disso, há também poltronas de amamentação com bolsos laterais que são bem úteis para guardar algum item que precisa ter à mão durante o aleitamento, por exemplo. 

Já sabe tudo o que você precisa para escolher a melhor poltrona de amamentação? Então confira uma enorme variedade de modelos para você.

Deixe um comentário